20 de nov de 2008

Posse Responsável de Animais Domésticos

Hoje venho aqui para falar de uma coisa que a maioria das pessoas desconhece. Na realidade, o ser humano prefere ignorar seu papel no mundo à cumprí-lo, relegando esse papel à outros... Ou você vai me dizer que nunca pensou depois de ouvir uma tragédia... "Comigo isso nunca vai acontecer..."
Tenho 3 felinos, 2 gatos e 1 gata... Ouvi dizer que os gatos no egito eram venerados como deuses... 
Bom, mas deixe eu ir ao cerne. Sobre posse responsável, encontrei isto: (grifo meu)

Antes de ter um animal, faça a si mesmo as seguintes perguntas:

-Estou consciente de que terei um companheiro para mais ou menos 15 anos de convivência?

-Tenho condições financeiras suficientes para fornecer-lhe comida de qualidade e um espaço adequado?

-Tenho tempo para dar-lhe atenção, carinho e os cuidados necessários?

-Estou preparado para dividir minha vida com alguém que, além de muito reconhecimento e carinho, dependerá de mim para o resto da vida?

-A minha família aceitará bem o meu novo amigo?

Diante de tantos casos de abandono e maus-tratos, achamos que é chegada a hora de alertarmos á população brasileira sobre os critérios para a posse responsável de animais domésticos.

Muitas pessoas não sabem , mas agredir ou abandonar animais domésticos, silvestres ou domesticados é crime previsto pela Lei de Crimes Ambientais, 9.605/98, artigo 32.

Está cientifícamente provado que ter um animal de estimação , faz muito bem á saúde mental e física, mas ao adquirir( ou preferencialmente adotar) é necessário ter bom senso , responsabilidade e muito amor para oferecer a ele.

Idealizamos algumas dicas educativas para quem decidiu em ter ao seu lado um bicho feliz:

- Nunca capture animais silvestres (pássaros, répteis, primatas). Você poderá ser indiciado por tráfico;

-Ao invés de comprar, prefira adotar um animal de um abrigo. Você estará ajudando a tirar das ruas um animal carente, além de não incentivar a reprodução e o comércio ilegal de cães e gatos;

-Mantenha o seu animal sempre dentro de casa, nunca solto na rua.

Para os cães, passeios são fundamentais, mas somente com coleira/guia e conduzido por quem possa conter o animal;

-Cuide da saúde física do animal; dê atenção, carinho e um ambiente adequado;

Dê educação, se necessário por meio de adestramento, mas respeite as características do animal;

-Recolha e jogue os dejetos em local apropriado;

-Identifique o animal com plaqueta e registre-o no Centro de Controle de Zoonoses ou similar, informando-se sobre a legislação do local;

-Impeça as crias indesejadas de cães e gatos. Castre os machos e fêmeas. A castração é a única medida definitiva no controle da procriação e não tem contra-indicações.

A POSSE RESPONSÁVEL É CIDADANIA , POR ISTO, É UM DEVER DE TODOS INCENTIVÁ-LA!. (FONTE CITADA AQUI)


Ainda digo que nos casos de gatos que vivem em casas, eles não devem sair à rua. E para os de apartamento, tela nas janelas é um ítem obrigatório. Divulguem isso, principalemente para quem já tem animais e provavelamente nunca ouviu falar de posse responsável... No meu bairro mesmo, é assustador a quantidade de animais e seres humanos abandonados nas ruas... 
Fico pensando... se o ser humano faz o que faz com os da própria espécie, com seus semelhantes, pobres animais, sujeitos à crueldade humana... 

Aproveito e pergunto, você já assistiu "Ilha das Flores" do Jorge Furtado? Não? Então permita-se tomar um soco no estômago. Assista. E depois me conta sua opinião.

Para finalizar, apresento-lhes o Zen, o primeiro gato que recolhi, lá na UEL, quando estudei lá: